Bom Caminho - em busca das veredas antigas

Mark Chanski - foto

Por que fizeste isso, Senhor?

Mark Chanski

mc002.jpg (9K)

Às vezes quando o Senhor circunstancialmente estraga nossos planos pessoais, nós pensamos que Ele está nos tratando como inimigos, quando, na verdade, Ele está agindo como nosso melhor amigo.

A lenda diz que Genghis Khan, o rei Mongol do 13º século, estava caçando num dia quente de verão, com o seu falcão favorito assentado sobre o seu pulso. Morto de sede, o rei procurou uma fonte de água fresca. Por fim, para sua alegria, ele viu um pouco de água gotejar vindo de cima, da extremidade de um precipício rochoso. O rei apeou do cavalo, pegou uma pequena caneca prateada no seu bolso de caça e a segurou para coletar as gotas que iam caindo lentamente.

Um bom tempo se passou para que a caneca enchesse; e o rei estava tão sedento que ele mal conseguia esperar. Por fim, a caneca estava quase cheia. Ele a levou aos lábios e estava a ponto de beber, quando de repente sentiu um sopro de ar e a caneca caiu-lhe das mãos, derramando a preciosa água no chão. Era o falcão que havia derrubado a sua bebida! Voou algumas vezes de um lado para outro e assentou-se sobre algumas rochas elevadas. O rei apanhou a caneca e novamente a segurou para coletar as gotas que pingavam. Quando estava meio cheia, o rei sedento levou-a à boca. Mas antes que ela lhe tocasse os lábios, o falcão lançou-se novamente abaixo e derrubou-a das mãos do rei. Agora o rei estava furioso. Ele tentou novamente e pela terceira vez o falcão o impediu de beber.

Isso enfureceu o rei. "Como ousa agir assim?" ele gritou. Então encheu a caneca novamente, mas antes de tentar beber, ele sacou da espada e quando o falcão se lançou abaixo, o rei golpeou-o com a lâmina. "Isso é o que você obteve pela sua insistência", gritou o rei. Mas desta vez a caneca tinha caído fora do seu alcance entre duas pedras. Assim o rei subiu o precipício para poder beber direito da fonte. Finalmente ele alcançou o topo e viu uma pequena poça d’água. Mas o que havia no interior da poça, praticamente enchendo-a? Era uma enorme cobra morta, do tipo mais venenoso. O rei parou, esqueceu da sua sede, e só conseguia pensar no pássaro morto que jazia no chão abaixo dele. "O falcão salvou a minha vida!", ele chorou, "e como eu o recompensei? Ele era o meu melhor amigo e eu o matei."

"Nosso Pai vê tudo do Seu trono divino e freqüentemente envia Seus falcões circunstanciais para nos manter seguros."

Nosso Pai vê tudo do Seu trono divino e freqüentemente envia Seus falcões circunstanciais para nos manter seguros.

"Porque aos seus anjos dará ordens a teu respeito, para que te guardem em todos os teus caminhos." - Salmo 91:11

"O SENHOR é quem te guarda;. . . O SENHOR te guardará de todo mal; guardará a tua alma. O SENHOR guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre." - Salmo 121:5, 7-8

"Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito." - Romanos 8:28


Fonte: Extraído do blog da Reformed Baptist Fellowship


Tradução: Juliano Heyse


Fale conosco: mail@bomcaminho.com.

; 2008 Bom Caminho