Bom Caminho - em busca das veredas antigas

Juliano Heyse - foto

Qualificações dos Presbíteros: Inimigo de contendas

Juliano Heyse (editor)

não dado ao vinho, não violento, porém cordato, inimigo de contendas 1 Tm 3:3

Introdução

Esta qualificação só aparece na lista de Timóteo e faz parte de um grupo ligado a auto-controle emocional. Os comentaristas quase não comentam esta qualificação porque ela é auto-explicativa e está ligada a outras já comentadas anteriormente como "não irascível" e "não violento".

Grego

Em 1 Timóteo αμαχοζ - amachos

Strongs - pacífico, que se abstêm de lutar

Rienecker e Rogers - sem lutas, não-lutador, não contencioso

Outras versões

Outras traduções do mesmo termo em português:

Almeida Revista e Atualizada (ARA)inimigo de contendas
Nova Versão Internacional(NVI)pacífico
Almeida Revista e Corrigida(ARC)não contencioso
Nova Tradução na Linguagem de Hoje(NTLH)pacífico e calmo
Tradução Brasileira(TB)inimigo de contendas

Comentários

Broadman – (-)

D. A. Carson (-)

Jamieson, Fausset e Brown (-)

João Calvino –alguém que evita disputas e intrigas; porque, como ele escreve em outro lugar "Ora, é necessário que o servo do Senhor não viva a contender" (2 Tm 2:24)

John Gill não é uma pessoa litigiosa, briguenta, determinada a lutar, tanto com os punhos, ou com a espada ou qualquer outra arma.

John MacArthur Pacífico, relutante em lutar; alguém que não promove desunião ou desarmonia.

Matthew Henry Ele deve ser paciente, e não um homem de briga, deve ter uma disposição branda. Cristo, o grande Pastor e Bispo de almas, é assim. Não apto em ser bravo ou briguento; assim como não deve ser violento com suas mãos, assim não deve ser um brigão com sua língua; porque como os homens ensinarão outros a governar suas línguas se não têm a consciência de mantê-la sob bom governo eles mesmos?

New American Commentary –Um homem "briguento" é um lutador verbal (talvez também físico). Ele é contencioso, ávido e combativo. O que o Paulo exigiu no líder da igreja era uma atitude pacífica que rejeita todas as formas de ameaça e luta.

William MacDonald Ele não pode ser contencioso, briguento e discutir por coisas ínfimas. Ele não insiste em seus próprios direitos, mas tem temperamento constante e agradável.

Conclusão

Trata-se de uma pessoa tranqüila, segura, que não provoca, ou alimenta, conflitos e brigas. Todo cristão deveria ser um pacificador (Mt 5:9) e nunca alguém descontrolado, ranzinza, provocador e briguento. Aqui há uma ênfase mais no uso da língua, como aponta o New American Commentary, contrastando com o caráter mais físico de "não violento".

Próximo Artigo: Governa bem a própria casa


Fontes

Comentário Bíblico Popular – Novo Testamento – William MacDonald – Ed. Mundo Cristão
The Broadman Bible Commentary – Broadman Press
The MacArthur Bible Commentary – Thomas Nelson Publishers
Bíblia OnLine 3.00 – SBB
Definindo o que são presbíteros – artigo de D.A.Carson - http://www.bomcaminho.com/dac001.htm
The New American Commentary – Broadman Press
Chave Linguística do Novo Testamento Grego – Ed. Vida Nova

Tradução (onde necessário): Juliano Heyse


Fale conosco: mail@bomcaminho.com.

2010 Bom Caminho