Bom Caminho - em busca das veredas antigas

Juliano Heyse - foto

Novas Tecnologias a Serviço do Reino

Juliano Heyse

"Nós deveríamos entender a declaração de que o Espírito de Deus só habita nos crentes, como uma referência ao Espírito de santificação pelo qual somos consagrados como templos para Deus. O Senhor enche, move, e vivifica todas as coisas pelo poder do mesmo Espírito, e faz assim de acordo com o caráter que ele entrega a cada espécie pela lei da criação. Mas se Deus deseja que nós sejamos ajudados pela física, lógica, matemática e outras disciplinas como essas, façamos uso dessa ajuda. Porque se nós negligenciarmos o presente oferecido livremente por Deus nessas artes, deveríamos sofrer o justo castigo por nossa indolência." Calvino – Institutas – pg. 275

Deus interfere na história e usa a tecnologia

Deus é o Senhor da história. A história é dEle. As coisas que acontecem e os desenvolvimentos que observamos não acontecem por acaso. A Bíblia é um livro profundamente arraigado na história da humanidade. Isso é inegável. A própria ascensão do império grego e a sua absorção pelo império romano, consolidando o idioma grego como idioma universal, não é obra do acaso. Na mente de Deus havia o plano de escrever todo o Novo Testamento na língua grega, da mesma forma que o hebraico havia sido usado para a escrita do Antigo Testamento por meio de um povo fortemente estruturado e exclusivista como Israel.

imprensa (14K)

Também a pujança do império romano é como um cenário em que Deus, por seu beneplácito, planejou que viesse a plenitude dos tempos (Gl 4:4) e o Seu Filho encarnado consumasse o Seu propósito eterno para a humanidade. A expansão do Evangelho não poderia ter encontrado melhores condições do que aquelas que o império romano oferecia. Apesar das perseguições o caráter cosmopolita das cidades, as estradas, a cidadania romana do apóstolo Paulo, tudo contribuiu para a expansão do Reino.

Tecnologias como a escrita, os papiros, os pergaminhos, foram fundamentais para a colocação da Palavra de Deus na forma escrita. O surgimento dos escribas na antiguidade e dos monges na idade média serviu de base para a conservação e transmissão, no tempo e no espaço, de todo o conselho de Deus.

Entretanto, a obscuridade da Idade média fez com que a Palavra de Deus ficasse distante do povo. As Escrituras ficaram confinadas a mosteiros e universidades e não chegavam até as pessoas comuns. Mas uma nova tecnologia aliada ao levantamento por parte de Deus de alguns homens escolhidos revolucionariam tudo isso.

No passado, a imprensa

Após séculos de trevas e ignorância na igreja os séculos XIV e XV trouxeram para a Europa um fenômeno conhecido na história como Renascimento. Profundas transformações culturais, filosóficas e científicas advieram deste movimento. Uma das mais fantásticas transformações ocorridas foi a criação da imprensa.

Johannes Gensfleisch zur Laden zum Gutenberg, foi um ourives alemão nascido no ano de 1400. Atribui-se a ele a criação da imprensa devido à imensa contribuição que ele deu a essa tecnologia com a invenção dos tipos móveis metálicos, de um meio de produzir esses tipos em massa, de uma prensa especial de madeira e de um novo tipo de tinta baseada em óleo. A tecnologia desenvolvida por ele popularizou-se rapidamente e teria um papel fundamental no desenvolvimento da Reforma Protestante.

gutenberg (23K)

Por meio da Reforma a Bíblia chegou às mãos do povo. E não só a Bíblia, mas livros que a explicavam e esclareciam a Sua verdadeira mensagem. Dentre esses livros estão as obras de Lutero. Nada ajudou mais a disseminação das idéias do monge alemão do que a imprensa. Foi uma parceria perfeita. Lutero chegou a dizer: “A imprensa é um presente de Deus.” 1

Noutra ocasião Lutero disse: “A imprensa permite que um pequeno camundongo, como é Wittenberg, ruja por toda a Europa.” 2 E Lutero fez uso extensivo dessa percepção. Ele escrevia livros, panfletos e tratados que eram reproduzidos rapidamente e circulavam extensamente por toda a Europa. Estima-se que nos anos 1520, um terço de todos os livros que eram impressos e vendidos na Alemanha eram da autoria de Martinho Lutero.3

Lutero não perdeu tempo em usar aquela nova tecnologia e usá-la eficazmente. Sem ela, dificilmente a Reforma teria sido o que foi.

Hoje, a internet

Ao longo dos anos outras tecnologias foram sendo utilizadas para o progresso do Evangelho. O uso da taquigrafia fez com que tivéssemos acesso aos sermões de Charles Spurgeon. E é incalculável a importância das fitas cassete para todos aqueles ao redor do mundo que aprenderam as verdades bíblicas com o Dr. Martyn Lloyd-Jones. Afinal os livros dele nada mais são que transcrições revisadas dos seus sermões pregados na Capela de Westminster.

E hoje temos algo absolutamente revolucionário mais uma vez: a internet. Muita coisa vem acontecendo no Reino de Deus por causa da internet. E muita coisa ainda vai acontecer. Talvez não estejamos cientes do potencial que essa tecnologia apresenta.

É claro que toda nova tecnologia pode ser usada pelo Reino de Deus e também pelo príncipe deste mundo. A mesma imprensa que foi utilizada de maneira tão efetiva para a Reforma, já foi usada ao longo da história para escrever e disseminar livros e revistas abomináveis aos olhos de Deus. Da mesma forma a mesma internet que pode ser usada para o bem, pode também ser usada para o mal. Isso não deveria nos impedir de “reter o que é bom.” (1 Ts 5:21)

Como a internet tem afetado o Reino de Deus

Façamos uma breve análise. De que forma a internet tem afetado o Reino de Deus? Que mecanismos ela oferece? Por que ela é importante? O que perderíamos sem ela?

Em primeiro lugar creio que o aspecto mais importante é o mesmo que a imprensa representou nos tempos da reforma: disseminação. A possibilidade de disseminação da verdade é espetacular. Grandes homens de Deus, atuando em outros países, estão à nossa disposição instantaneamente. A pregação que John Piper fizer neste domingo em Minneapolis poderá ser ouvida, lida ou assistida por qualquer um de nós na segunda-feira. Isso é impressionante. Agora podemos ter acesso não só ao que ele disse, mas com a entonação que ele utilizou e até com os gestos e expressões faciais empregados por ele. E o que é mais assustador: quase simultaneamente com os irmãos da Bethlehem Baptist Church. E o que é ainda melhor: gratuitamente.

jpiper (9K)

São muitas vantagens. E estão à nossa disposição com extrema facilidade e baixo custo. Isso não é por acaso. Como Calvino e Lutero, devemos encontrar formas de fazer uso desses recursos. Tanto os disseminadores quanto os receptores não podem perder essa oportunidade.

É interessante fazer uma comparação entre o que aconteceu nos tempos da reforma e o que ocorre hoje. Lutero e Calvino, na Europa, utilizaram a imprensa e o latim (língua universal no meio acadêmico da época) para disseminar a verdade de Deus. Eles tinham nas mãos a verdade e Deus os colocou em condições ideais para disseminá-la. Deus levantou os homens no lugar certo, na hora certa e com os meios adequados. Entendo que o mesmo ocorre hoje. Após a decadência da igreja evangélica européia, os Estados Unidos da América são o país que possui a maior quantidade de homens preparados, e que têm a verdade nas mãos em sua melhor forma. A herança evangélica da reforma foi conservada naquele país por diversas igrejas, muitos seminários e por pregadores fiéis e extremamente capazes. Não por coincidência, o inglês é hoje a língua universal e a internet é uma criação americana sobre a qual aquele país detém expressivo controle. O cenário adequado foi estabelecido.

A fé vem pelo ouvir

Com a internet, pode-se contatar qualquer irmão em qualquer lugar do mundo com extrema facilidade. Minha igreja, por exemplo, tem um missionário que está no Timor Leste, no outro lado do mundo, em um país paupérrimo e ainda assim o recurso do e-mail está disponível e é usado com extrema facilidade.

As igrejas, ministérios e até os crentes individuais podem divulgar suas idéias, seus programas, suas agendas, de maneira simples e para o mundo inteiro através da World Wide Web. Textos de grandes homens de Deus do passado e do presente estão disponíveis a custo zero. Ferramentas bíblicas e Bíblias inteiras estão disponíveis em quase todas as línguas e em inúmeras versões.

O comércio eletrônico permite que se comprem os livros que se quer sem ficar limitado, como antes, àquilo que a sua cidade oferece na livraria evangélica (Joyce Myers? Kenneth Hagin?). Tente achar um bom livro de D. M. Lloyd-Jones na maioria das livrarias evangélicas do país e você saberá do que estou falando. Hoje se pode comprar qualquer livro em qualquer lugar do mundo sem nenhum problema graças à internet.

Mas o mais impressionante é que estamos indo além da palavra escrita. Novas portas se abriram e hoje se podem ouvir os maiores pregadores da atualidade em qualquer lugar e a qualquer momento. Sermões, estudos, palestras em áudio e vídeo estão disponíveis na internet, na maioria das vezes a custo zero. A disponibilidade disso, aliada à existência e acessibilidade aos modernos iPods e MP3 players, tornaram a possibilidade de ouvir a palavra pregada com fidelidade uma coisa do dia a dia.

lloyd (18K)

Como John Piper disse em uma de suas palestras no encontro do Gospel Coalition, é incrível que você possa ouvir um novo sermão do Dr. Lloyd-Jones, segundo Piper o maior pregador do século XX, a cada segunda-feira. De fato, isso é um grande presente do Senhor para nós.

Como se equipar

Pretendo, neste artigo, ajudar a todos que tiverem interesse a ter acesso a este farto material e assim, ouvir a Palavra de Deus sendo pregada e ensinada a qualquer momento e em qualquer lugar.

A primeira coisa necessária é o acesso ao material. Você precisa de:

1. Computador com acesso à internet e placa de som. De preferência com banda larga para facilitar o download do material.

2. Lista de sites com recursos para serem baixados (mais adiante neste artigo recomendo alguns).

Só com isso já é possível baixar mensagens e ouvi-las no computador. Mas isso não é exatamente o que se quer. O ideal é poder ouvir em qualquer lugar.

Caso você tenha um gravador de CD pode converter as mensagens em formato MP3 para áudio de CD e gravá-las em CD-R podendo ouvir em qualquer aparelho de som. Isso não é muito prático porque caberia pouquíssimo material em um CD. Se o seu aparelho de som de casa ou do carro toca CD de MP3, muito melhor. Aí é possível colocar dezenas mensagens em um único CD.

Ainda assim, isso não dá total liberdade. O ideal é conseguir um MP3 player. Você pode comprar desde um iPod até modelos mais simples. Qualquer um serve. Entretanto recomendo que você compre algum dos modelos que possuem bateria interna e que permitem recarregamento da bateria no próprio computador. Todos os modelos de iPod são assim. Pela porta USB do seu computador você poderá carregar arquivos de áudio MP3 para dentro do MP3 player e aí ouvir em qualquer lugar, caminhando na rua ou deitado na cama.

No meu caso, vou além: Como o código nacional de trânsito proíbe trafegar com fones de ouvido e meu carro não tem MP3 Player, comprei um adaptador que permite transmitir o som do iPod para o rádio do carro. Aí posso escutar excelentes mensagens em meio aos congestionamentos do dia-a-dia. Xô stress!

Em termos de software, recomendo o uso do programa iTunes da Apple, já que este permite o gerenciamento de podcasts. Podcasts são arquivos de áudio e vídeo que são publicados seqüencialmente no tempo e aos quais o usuário tem acesso por meio de um tipo de assinatura. Você pode assinar quantos podcasts quiser e o iTunes gerencia e atualiza cada um deles.

Na seção seguinte recomendo diversos podcasts, além de sites para download direto de arquivos de áudio (e alguns de vídeo).

Recursos no exterior

São muitos os recursos no exterior, especialmente nos EUA. Vou começar listando alguns podcasts interessantes:

Um bom lugar para começar é no site www.oneplace.com. Lá é possível inscrever-se em diversos podcasts (cuidado porque alguns não são de boa qualidade teológica). Por via das dúvidas segue abaixo uma lista dos que eu aprecio: Desiring God Radio com John Piper, Grace to You com John MacArthur, Renewing Your Mind com R.C.Sproul, Truth for Life com Alistair Begg e The White Horse Inn com Michael Horton.

Abaixo seguem mais alguns interessantes:

Ask Pastor John (http://www.desiringgod.org/feeds/AskPastorJohn)

The Albert Mohler Radio Program (http://www.albertmohler.com/rss/podcast.php)

Desiring God Sermon Audio (http://www.desiringgod.org/feeds/SermonAudio)

Mars Hill Church Sermon Audio (http://rss.marshillchurch.org/mhcsermonaudio)

Powerline com Albert Mohler (http://www.albertmohler.com/rss/powerline.xml)

Resurgence Featured Audio (http://theresurgence.com/podcast/feed/itunes)

The Southwoods Podcast com Phil Newton (http://www.southwoodsbc.org/podcastfeed.xml)

Capitol Hill Baptist Church com Mark Dever (http://www.chbcaudio.org/)

Outros referenciais fantásticos:

Reforming My Mind MP3’s (http://psalm305.blogspot.com/)

SermonAudio.com (http://www.sermonaudio.com/)

RTS on iTunes U (http://itunes.rts.edu/) – praticamente um seminário completo em áudio.

Faith by Hearing (http://faithbyhearing.wordpress.com/)

Há muitos outros. Só listei alguns exemplos. Aos poucos vou falando de outros no blog do bomcaminho.com.

Recursos no Brasil

No Brasil conheço pouca coisa. A maioria das igrejas reformadas tem pouca coisa publicada na internet. A melhor fonte que conheço é o próprio site Monergismo na sua seção de Sermões em Áudio (http://www.monergismo.com/?secao=sermoes_audio) e Sermões em Vídeo (http://www.monergismo.com/?secao=sermoes_video). O ideal mesmo é comprar a um custo irrisório (preço de custo) o CD que eles disponibilizam que possui uma qualidade de áudio superior à dos arquivos do site (http://www.monergismo.com/textos/avisos/aviso_sermoes_audio2.htm). Há sermões em vídeo legendados também.

O Pastor e Missionário Andrew King disponibiliza seus sermões pregados na igreja dos peregrinos em Florianópolis sem custo (http://tunafleets.blogspot.com/).

A Fiel tem muito material gravado nas suas conferências, mas é material pago (http://www.editorafiel.com.br/conferencias.php). Outros pregadores também cobram pelo material que produzem, como Paulo Anglada, por exemplo (http://www.knoxpublicacoes.net/).

Fora isso, conheço pouca coisa.

monergismo.com (26K)

Um Incentivo à Participação

Visivelmente há pouco material reformado disponível em áudio na internet brasileira. O material em inglês é abundante, mas existe a barreira da língua. É algo que precisa mudar. A cada domingo diversas igrejas reformadas, com pregadores capazes de manejar bem a Palavra da Verdade, produzem sermões que poderiam ser gravados a baixo custo, convertidos para MP3 e disponibilizados na internet para proveito do povo reformado brasileiro.

Nossa igreja, por exemplo, é uma igreja pequena, mas dispomos de um sistema de som de boa qualidade e com uma saída para um computador que digitaliza o áudio. O mesmo computador é utilizado para a conversão em MP3 e o sermão é disponibilizado no mesmo dia no site da igreja. Há irmãos nossos que estão no exterior que ouvem as pregações todas as semanas.

Se todas as igrejas reformadas fizessem o mesmo, teríamos muito mais material em português disponível e poderíamos tomar parte ativa nessa disseminação revolucionária da fé reformada. E a fé reformada espalhando-se pelas nossas igrejas certamente seria uma grande benção para a nossa nação.

No passado foi a imprensa, e há quem diga que a internet está matando a leitura. Não creio. Nunca se publicou tantos livros, com tanta facilidade, e nunca foi tão fácil comprar livros. Quem gosta de ler sempre lê. Mas sempre houve na história da igreja aqueles que não lêem por si mesmos, mas usufruem do que outros leram por meio do ouvir. Os sermões, palestras e conferências disponibilizados em áudio e vídeo são uma ferramenta ao alcance dessas pessoas. E todos usufruem conjuntamente da checagem da verdade pregada que tal cruzamento de diferentes fontes permite. Quando um pregador prega uma doutrina e vários outros pregadores estão pregando diferentemente pode ser um alerta para o ouvinte e uma correção para o pregador.

Só vejo vantagens na expansão de mais e mais material em áudio e vídeo para edificação e crescimento do povo de Deus. Porque, como disse Calvino na citação acima, “se nós negligenciarmos o presente oferecido livremente por Deus nessas artes, deveríamos sofrer o justo castigo por nossa indolência”.

Soli Deo Gloria

 


Notas

[1] http://www.covenantseminary.edu/worldwide/en/CH320/CH320_T_02.html

[2] ibid

[3] ibid


Fale conosco: mail@bomcaminho.com.

; 2008 Bom Caminho