Bom Caminho - em busca das veredas antigas

Carolyn Mahaney e Nicole Whitacre- foto

Melhores Oportunidades da Fase - Para Mães de Crianças Pequenas - Parte 4

Carolyn Mahaney e Kristin Chesemore

mumkids4_big.jpg (11K) - mãe e filho

No último artigo, minha mãe citou a mãe de Elisabeth Elliot: "Treino tem que vir antes de ensino. [Ensinar] é impossível a menos que a criança coopere. E ela não coopera a menos que seja disciplinada desde a mais tenra idade. A disciplina põe a base para o ensino."

Vários anos atrás, minha mãe escreveu um artigo que ilustra esta verdade. Eu estou re-publicando-o hoje como uma lembrança para todas nós mães. Façamos o melhor uso de nosso tempo para treinar nossas crianças diligentemente.

Portal para o conhecimento por Carolyn Mahaney

A noite de quinta-feira passada proporcionou outra das surpresas de meu marido. Ele tem providenciado milhares delas para mim durante anos. Ele simplesmente falou a que horas eu deveria estar pronta e como me vestir. Desta vez a surpresa era um jantar em um restaurante caseiro, rústico seguido de uma peça de teatro: "O Fazedor de Milagres". Foi uma noite maravilhosa. E se você me permitir eu gostaria de dizer uma palavra a meu marido. (Ele está em Sun Valley, Califórnia no momento, como palestrante convidado da Grace Community Church este final de semana.). CJ, eu espero que você leia isto hoje porque eu só quero lhe falar novamente como sou grata por ser sua esposa. Obrigada pelos trinta anos de amor dedicado, apaixonado e estimulante. Eu não o mereço!

Voltando ao que eu estava dizendo, nós fomos ver "O Fazedor de Milagres". Provavelmente, você conhece o enredo. É a história da luta de Annie Sullivan para ensinar Helen Keller, cega e surda, a se comunicar. Inicialmente Annie achou extremamente difícil ensinar Helen por causa do seu comportamento selvagem e violento. Entretanto, Annie teve um momento de revelação. De repente, ela percebeu: "A obediência é o portal para o conhecimento entrar na mente." Ela entendeu que precisava ensinar Helen a obedecer antes que pudesse ensinar conhecimento a ela.

Neste momento da peça eu não pude deixar de pensar nas minhas filhas, Nicole e Kristin. Isso é o que elas estão fazendo. Estão tentando treinar e disciplinar quatro meninos pequenos a obedecer para que possam transmitir conhecimento a eles. E não somente qualquer conhecimento, mas o conhecimento mais importante de todos, a mensagem do evangelho.

Por isso, hoje quero encorajar todas as mães com crianças pequenas. Eu quero animá-las em seus esforços para disciplinar e treinar suas crianças a obedecer. É trabalho duro, exaustivo, eu sei. Só de observar minhas filhas já me sinto cansada. Mas vale a pena. Porque uma criança obediente é uma criança receptiva. E com uma criança receptiva você pode ensinar as boas novas, o evangelho glorioso de Jesus Cristo. Ora, esse é um objetivo pelo qual vale a pena o esforço, você não concorda? "Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele." Prov. 22.6

As mães são responsáveis por moldar e formar vidas; criar crianças que, nas palavras de G.K. Chesterton: "requerem que lhes seja ensinado não apenas alguma coisa, mas tudo!"

"Seria o mesmo que estar controlando uma nave espacial", refletiu uma mãe, "de tão grande e séria que é a missão." E é isso mesmo. O treinamento e disciplina de nossas crianças no temor do Senhor é uma tarefa impressionante, que exige nossa atenção completa (veja Dt. 6:5-9).

Por isso que, se eu tenho alguma preocupação em relação a esta geração de mães, é o potencial para distração. Blogs, facebook, twitter e sms permitem às mães em casa ficarem conectadas com o mundo externo como nunca antes; a Internet permite que as mulheres contribuam com habilidades e dons na igreja e no mercado de trabalho, enquanto estão em casa com seus filhos. Estas são todas grandes bênçãos e, quando usadas sabiamente, podem abençoar e servir nossas famílias e glorificar a Deus.

A mulher de Provérbios 31, muito tempo antes da Internet, administrava uma gama extensa de tarefas para o bem da sua família e comunidade. (Mas você já notou a que horas ela acordava a cada manhã?) Dependendo da capacidade de uma mulher, seus dons, sua disciplina pessoal, bem como as idades e número de filhos que ela tem, certamente pode haver espaço para outras coisas. Mas devemos estar atentas para que estas "outras coisas" não nos distraiam da nossa tarefa principal de ser mãe. Devemos caminhar cuidadosamente por esta fase, com todas as suas oportunidades, e fazer o melhor uso do nosso tempo com nossos filhos.

A verdade é que nós não podemos treinar nossas crianças efetivamente como atividade secundária (nas horas vagas). Nós não podemos discipliná-los de vez em quando. Nós não podemos ensinar quando tivermos um tempo livre. Nós não podemos ser mães esporadicamente. Treinamento incoerente é treinamento ineficaz. Se estivermos distraídas com projetos ou prazeres, podemos perder momentos valiosos de ensino, oportunidades de encorajar, desobediência que requer disciplina, ou uma chance de demonstrar amor. Estes momentos, uma vez perdidos, se foram para sempre.

Por isso, senhoras, deixe-me encorajá-las, como faço com minhas próprias filhas, a dar ao treinamento e à disciplina sua atenção completa e prioritária. Caminhe cuidadosamente e mantenha seus olhos na estrada da maternidade.

Fonte: Extraído do site GirlTalk. parte 8 parte 9

Tradução: Priscila Bernardi Heyse e Ester Bernardi Marafigo


Fale conosco: bcmulher@bomcaminho.com.

; 2009 Bom Caminho