Bom Caminho - em busca das veredas antigas

Carolyn Mahaney - foto

Melhores Oportunidades da Fase - Para Mães de Crianças Pequenas - Parte 2

Carolyn Mahaney

mumkids2_big.jpg (11K) - casal no por do sol

O primeiro grande desafio para mães com crianças pequenas é pregar o evangelho a você mesma. Valorizar o seu marido é a segunda maneira de utilizar bem o seu tempo. Aqui está a história de uma mulher e de como ela chegou a esta conclusão:

Michelle derramava sua vida e energia sobre suas duas crianças pequenas. Porém, as demandas e alegrias da maternidade não davam espaço para o seu amor por seu marido. Amizades e o trabalho na igreja até precediam seu relacionamento com Peter.

Eles não tinham nenhum problema grave, mas o casamento deles certamente não era mais tão empolgante. Comunicação íntima e até mesmo expressões diárias de afeto tinham diminuido. Depois de nove anos de casamento a relação deles mais parecia uma agradável sociedade comercial. Michelle estava tão ocupada criando suas filhas que ela nem mesmo percebeu isso.

Ela tinha deixado de valorizar seu marido. Houve um tempo em que Peter era a pessoa mais importante na vida dela, mas, com o passar do tempo, as crianças e os amigos haviam se tornado mais significantes. Porém, de acordo com Bíblia, estas são prioridades erradas.

A Bíblia deixa muito claro que, depois do nosso relacionamento com Deus, nossa prioridade mais alta deve ser o nosso relacionamento com nosso marido (Gen 2:18, 1Cor. 11:8-9, Tito. 2:3-5). Nós fomos criadas para sermos a auxiliadora do nosso marido, não a mãe dos nossos filhos.

Certamente precisamos amar, nos preocupar e criar nossos filhos, mas este amor deve fluir de um estilo de vida que está primeiramente comprometido em auxiliar nossos maridos. Nossos maridos sempre deveriam permanecer primeiro em nossos corações e em nosso cuidado.

Para mães de crianças pequenas, as demandas da maternidade podem, muitas vezes, infelizmente, tomar o primeiro lugar, acima do seu casamento. Mas uma das coisas mais amorosas que nós podemos fazer por nossos filhos é valorizar nossos maridos. Isso provê uma segurança maravilhosa nas vidas deles e apresenta um modelo bíblico para eles e seu futuro casamento. Nós queremos que nossas filhas valorizem seus futuros maridos; e, para nossos filhos, queremos que eles encontrem esposas que os valorizem.

Michelle estava tão ocupada criando suas filhas que tinha deixado de valorizar seu marido. Ela não estava percebendo que estava pondo as crianças antes do marido, até que vários amigos fiéis da igreja chamaram a atenção dela para isso. "Foi como acordar", ela disse, "eu estava cega".

Michelle começou a fazer mudanças imediatamente. Ela começou orando a cada dia para que Deus lhe desse um amor maior por Peter. Mas ela não parou aí. Ela começou a expressar afeto de maneiras criativas - através de cartões e de cartas. Ela gastou tempo pensando em coisas que abençoariam Peter. Ela procurava sempre pedir a opinião dele primeiro em vez de ir para os amigos. Em resumo, ela fez do relacionamento dela com o marido a sua prioridade mais alta.

Suas ações tiveram um efeito tangível. Como casal eles começaram a procurar interesses e atividades que não envolviam as crianças. "As coisas foram tão bem", disse Peter, "que nós começamos a procurar mais oportunidades para sair juntos, nos divertirmos e desfrutarmos um ao outro." No aniversário de casamento eles passaram um fim de semana sozinhos. "A parte mais agradável foi simplesmente desfrutar um do outro e do nosso recém-descoberto romance. Foi maravilhoso!"

Atendamos ao conselho da Bíblia e sigamos o exemplo de Michelle. Nós deveríamos fazer de tudo para deixar nossos maridos saberem que nós os valorizamos acima de todos os outros.

Fonte: Extraído do site GirlTalk. parte4 parte5


Tradução: Priscila Bernardi Heyse e Ester Bernardi Marafigo


Fale conosco: bcmulher@bomcaminho.com.

; 2009 Bom Caminho